Notícias

Descortinando emoções com os idosos

 

 

     Manter a mente ativa, cuidar da autoestima e trabalhar a interação foram os objetivos da oficina Descortinando Emoções, promovida pelo Creati/UPF junto aos idosos da Fundação Beneficente Lucas Araújo. A atividade, que ocorre a cada 15 dias, às terças-feiras no Centro, foi realizada na Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI).

     O momento de troca e vivências foi acompanhado pela coordenadora Geral da Fundação, Jurema Bruschi. Segundo ela, a atividade proporcionou aos idosos atendidos pela Entidade a oportunidade de compartilhar histórias e de olhar para si mesmos. “A interação foi maravilhosa e os idosos foram muito receptivos. Pode-se dizer que essa convivência e troca de vivências valoriza o idoso, melhora sua autoestima. Com essas ações ele se sente aceito e desperta os melhores sentimentos”, destacou, ressaltando que a parceria terá novas ações.

     A atividade contou com a participação das coordenadoras da oficina, Roberta Dalpaz e Lisiane Lígia Mella. De acordo com Lisiane, a oficina é oferecida há quatro anos e tem sido um movimento de construção coletiva. Nas ações, os praticantes sentem-se parte das atividades. “É uma Oficina de saúde mental que visa contribuir para que elas possam se fortalecer, constituir vínculos, falar sobre as emoções, conversar sobre aquilo que é bom e o que não é tão bom. Descontruir aquela história de que não podemos chorar, sofrer e que temos que estar sempre bem. Além disso, proporciona que tenha esse sentimento de pertencimento no grupo”, explicou.

     A ideia foi permitir a troca, a partilha das histórias de vida, e, com isso, promover espaços de escuta e compartilhamento, ampliando as conexões e o contato com as pessoas, principalmente por meio da arte.

     Ao longo do dia os idosos participaram de atividades com música, dança, além de lanche especial.

 

 

Voltar