Notícias

Folia não tem idade

 

 

Uma das atividades mais aguardadas, o Carnaval foi celebrado na quarta-feira (27) na Fundação Lucas Araújo

     Uma semana antes da data marcada os idosos da Instituição de Longa Permanência (ILPI) da Fundação Beneficente Lucas Araújo já planejavam e organizavam a festa de Carnaval. Tradicional na programação do ano, o encontro promove, para além da diversão, momentos de integração, carinho e alegria. Com a presença dos idosos do abrigo Nossa Senhora da Luz, eles provaram que para fazer folia não tem idade. A atividade, que ocorreu nesta quarta-feira (27), também contou com a parceria da Coordenadoria Municipal da Juventude e do Grupo Ritornelo de Teatro.

     A festa começou com alguns músicos da Escola de Samba Acadêmicos do Chalaça, Bom Sucesso, Pandeiro de Prata, que levaram uma pequena escola de samba para dentro da Fundação. Confetes e serpentinas espalhados pelo salão, deram a cor ao tom da alegria. Segundo a coordenadora da Fundação, Jurema Bruschi, essa atividade é aguardada não apenas pelos atendidos, mas também pelos colaboradores. “É uma atividade completa. Com ela, trabalhamos a interação, a movimentação, além de permitir que os idosos se sintam ativos e vibrantes”, pontuou.

     Sempre uma das mais animadas, dona Lídia Dutra Granville, aproveitou todos os momentos da festa. “Eu gosto dessa animação. Faz a gente lembrar do passado e pensar que ainda estamos aproveitando todos os momentos da vida”, destacou ela, que aos 92 anos faz questão de vestir fantasias e se maquiar para a festa.

 

 

Voltar