Notícias

Partilha de carinho, trabalho e amor

 

 

Fundação Lucas Araújo reuniu familiares da ILPI São João XXIII para reforçar laços e orientações

      Estar em contato com os familiares pelos idosos atendidos na Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) é uma das preocupações da direção e coordenação da Fundação Beneficente Lucas Araújo. Na última sexta-feira (15/04) um encontro reuniu alguns dos responsáveis pelos atendidos. O momento de partilha foi marcado pela troca de experiências, carinho e cuidado.

      Presente no encontro, a coordenadora da ILPI, Irmã Carmela Casanova ressaltou a importância do comprometimento de todos para que os idosos possam ser bem atendidos. Para ela, a Instituição é a casa comum, como ressalta a Campanha da Fraternidade, e, por isso, é responsabilidade de todos. “Não somos pedaços, somos um todo. Assim como os familiares precisam da ILPI, a Fundação precisa do suporte dos familiares para superar os desafios que o dia a dia traz para todos os envolvidos”, destacou.

      Para Denise Rossetto, Assistente Social da ILPI, os encontros são fundamentais e aproximam a direção dos familiares, qualificando o trabalho. “Esses encontros tem o objetivo de refazer sempre a parceria que temos com cada familiar. Ele é também a renovação do nosso compromisso com os idosos e o reforço da aproximação com a família para o bem de cada um deles”, pontuou.

      Em sua fala ela destacou alguns aspectos importantes dessa presença física dos familiares. De acordo com Denise, ações simples como acompanhar a uma consulta médica, ajudar a tomar banho, cortar uma unha, participar das atividades coletivas, demostra afeto e amor e o idoso se sente acolhido e querido.

Mudança de vida acompanhada de carinho     

      A saída do idoso de casa pode ser muitas vezes dolorosa. A mudança de rotina e a nova realidade em uma casa onde a coletividade é o que prevalece, pode trazer um desconforto e o medo. Para superar esse obstáculo necessário, a Coordenadora de Atendimento, enfermeira Maristela Chappuis ressaltou que o carinho com o idoso é o fator que vai fazer a diferença entre o sofrimento e a alegria. “Os familiares precisam acompanhar de perto toda a mudança de rotina do idoso que sai de casa e vem para a ILPI. O contato com os filhos, netos e amigos que antes era diário, passa a ser menor e isso traz a depressão, a tristeza, a perda de peso e o agravamento das doenças”, frisou, ressaltando que a Fundação, por meio do trabalho de assistência social, busca atender a cada caso.

      Coordenadora Geral da Entidade, Jurema Bruschi que um trabalho intenso e com uma grande equipe é desenvolvido para que os idosos tenham qualidade de vida e dignidade. Ela lembrou de parcerias com a Universidade de Passo Fundo (UPF), Imed e outras instituições que oportunizam aos alunos a realização de estágio nas áreas da saúde e lazer.

      Para Jurema, a decisão de colocar um idosos em uma casa de cuidados não é fácil, mas a participação do familiar faz com que esse processo seja mais tranquilo. “A decisão de colocar um idoso em uma instituição é pesado e às vezes desperta medo. Será que fiz certo? Será que era a hora? Será que é o melhor lugar? Esses questionamentos são normais e conversar com o idosos, se manter perto e acompanhar a rotina dele, mesmo dentro da ILPI, torna essa situação menos dolorosa”, disse.

      Tolerância, paciência e diálogo são os pontos fundamentais do trabalho de acordo com o Diretor da Entidade, Luiz Costella. Segundo ele, manter a estrutura e encontrar profissionais capacitados e comprometidos é um desafio diário que requer muita atenção e comprometimento. “Temos orgulho desta equipe. Sabemos que os desafios são vários e o quanto é difícil encontrar pessoas comprometidas. Hoje contamos com 50 funcionários para dar conta deste trabalho que exige 24 horas de dedicação. Por isso esse nosso contato com os familiares, para que colaborem de forma que puderem, estando presentes o máximo que conseguirem”, destacou.

      A Fundação atende hoje cerca de 60 idosos, divididos nas alas São João XXXIII, onde ficam os mais dependentes e São José. Na próxima semana o encontro acontece com os familiares da ILPI São José.

 

Voltar